TIAGO SILVA

Tiago Silva

Tiago Silva (1996), natural de Viana do Castelo, reside atualmente no Porto.


Finalizou o curso de Luz, Som e Efeitos Cénicos na ACE - Escola de Artes
(2013-2016), especializando-se em Luz. Como Desenhador de Luz colaborou em
encenações de Joana Craveiro, Joana Providência, Paulo Calatré, Pedro Fiúza,
Miguel Eloy, António Júlio, Daniel Silva, Raquel S, Joel Sines e Nuno Matos,
Catarina Carvalho Gomes e Pedro Galiza, João Delgado Loureço.


Co-autoria do Desenho de luz para o filme “MONO” produzido pelo TUP com
direcção artística de Joana Mont`Alverne.


Co-autoria do Desenho de luz para o espetáculo “VÓRTICE” a partir de obras de
Catarina Ribeiro, Daniel Moreira e Miguel Resende Bastos para o Quarteto
Caleidoscópio, integrado no prémio novos talentos Ageas apresentado na Casa da
Música.


Como assistente de desenho de luz colaborou no espectáculo “Festa de 15 anos” de
Mickael de Oliveira na iluminação para video, em “As três irmãs” encenado por
Carlos Pimenta e “DESPE-TE (ISABEL)” encenado por Pedro Galiza.

Como técnico passou por companhias como As Boas Raparigas, Mala Voadora, Momento-Artistas Independentes, “Exposição Provisória” de Joana Mont`Alverne, PURGA, Ensemble - Sociedade de atores, Teatro Nacional 21.

 

Desde 2016 que faz parte da equipa da ACE/Teatro do Bolhão como Coordenador de Luz, tendo assim sempre acompanhado todas as produções da companhia.

Desde 2015 trabalha também como Técnico de Luz para a AudioStage Lda, onde tem realizado trabalhos para os principais nomes da música nacional. Isto levou a que nas edições de 2018 e 2019 fosse o responsável pelo desenho de luz/programação/ operação do festival Sonic Blast que contou com nomes internacionais como Samsara Blues Experiment, Kadavar, Earthless, The Atomic Bitchwax, Stoned Jesus, Orange Goblin, Belzebong, Eyehategod, Dopethrone...


Em 2019 integra, como operador de luz, a equipa da tour “CASA” de Carolina Deslandes em vários concertos, destacando-se o concerto das “Noites de Verão” em Vila Nova de Gaia, transmitido na RTP1, onde esteve a cargo da programação de luz.

 

No final de 2019 é convidado a integrar a equipa de criativos do coletivo artístico OUTcube Stage & Lighting Design, como elemento co-fundador, onde tem vindo a desenvolver trabalhos em uníssono, na conquista de práticas visuais e artísticas que diferenciem os seus projetos.


Mais recentemente é convidado a integrar o Coletivo Sabotagem, companhia de teatro, que se estreou com o espetáculo “TIVESSEM FICADO EM CASA, SEUS ANORMAIS” com encenação de Paulo Calatré.